persons-731514_1920

OS TRÊS PASSOS DO CASAL QUE CAMINHA NA VONTADE DE DEUS (PARTE 1)

mar 3 • Formação, Notícias • 620 Views • Nenhum comentário em OS TRÊS PASSOS DO CASAL QUE CAMINHA NA VONTADE DE DEUS (PARTE 1)

“Por isso o homem deixará pai e mãe, e se unirá a sua esposa, e não serão mais que uma só carne” Gênesis 2,24.

A partir desta Palavra, encontramos a vontade de Deus para nós como casal e que se estende também aos filhos, pelos frutos que serão colhidos.

Os textos dessa formação, que serão colocados semanalmente, são parte de uma pregação que fizemos para um encontro de Casais.

Serão três pequenas partes que se completam.

1- Passo: DEIXAR PAI E MÃE.

Significa não só o ato de sair realmente do primeiro lar para constituir um novo núcleo familiar, mas vai além. Significa romper com o passado, no sentido de deixar velhos hábitos e costumes herdados; romper com padrões de comportamento e etc.

Significa também, entender que minha prioridade, no casamento, precisa ser a minha esposa (o). Sim. Porque um dia esse filho viverá essa mesma Palavra e deixará também o seu pai e sua mãe que somos nós. Nossos filhos não são nossos, mas de Deus. O casal começa “só” e vai terminar “só”.

No altar você fez uma promessa a seu esposo (a) de ser fiel até que a morte (e não os filhos) os separe! As vezes nasce o primeiro filho e o marido é deixado de lado. Isso acontece e é muito triste de se ver. Porque o filho que deveria unir ainda mais, se o casal não vigia, acaba dividindo. Isso acontece, principalmente, com a mãe (esposa). É meio inconsciente e instintivo.

É preciso que haja um momento só do casal. Viver esse primeiro passo de “deixar pai e mãe” é ter a consciência de que sem o seu cônjuge não haveria o filho ou filha tão esperado. É saber que Deus nos confiou um ao outro para sempre e que os filhos são dons, mas que um dia irão constituir sua própria família para também viver esse mesmo processo.

Quando vemos uma mãe ou pai numa rede social com o filho ou filha dizendo “minha vida” ou “meu tudo” e o cônjuge não está na foto, algo errado está acontecendo… Precisamos saber priorizar o cônjuge, no entanto, sem negligenciar os filhos. Buscar um equilíbrio e saber que caminhamos como casal debaixo da graça do sacramento do matrimônio! Vamos parar um pouco e fechar os olhos para que possamos refletir bem esse primeiro passo. Será que eu estava vivendo esse passo com essa visão? Oremos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »