entender-a-vida

Entendendo minha vida

mai 29 • Formação • 292 Views • Nenhum comentário em Entendendo minha vida

Temos que procurar entender a nós mesmos através daquilo que o nosso coração muitas vezes não têm coragem de enxergar. A vida não se encarrega sozinha de fazer as suas escolhas, ela precisa primeiro do autor que é Deus e do co-autor que somos nós. Nossas decisões precisam fazer parte de um grande e magnífico palco onde cada um possa dirigir as cenas e etapas que farão parte do caminho.

Existem muitos momentos em que nós não vamos entender a nossa vida, e tudo porque não estaremos preparados para os acontecimentos inusitados que nos acontecem no decorrer de cada situação, pois é mais fácil compreender um momento de alegria, do que um momento de dor.

Entender a vida é como deixar que ela seja parte de nós mesmos, sem se impor condições daquilo que seja errado ou certo, sem que haja riscos nos dois caminhos.

Entender a vida é simplesmente entender nós e nossas atitudes, e não desprezá-las se elas estiverem realmente erradas, porque errando é que se aprende.

Ás vezes, o silêncio fala muito mais do que as palavras, e Deus fala em silêncio para nós, sendo que se as palavras não querem sair, devemos contemplar o coração de Cristo dentro do nosso coração.

Entender o fato de perder alguém é simplesmente uma forma de compreender que muitas das vezes o ser humano não dura para sempre, nem na vida dele e nem em nossas vidas, mas cada um que passa por nós deixa algo de si e leva aquilo que deixamos com ela.

Devemos entender que o passado é uma ponte que deve nos fazer crescer e caminhar parafrente.

Entender a vida é ver que não precisamos ser tão grandes assim, porque Deus é grande e já fez isso por cada um de nós.

Entender a vida é não ter raiva, pois o pior dos sentimentos humanos é saber que tantas vezes nós deixamos que o veneno penetre nossa alma não nos fazendo enxergar o caminho do amor e do perdão.

Entender a vida é guardar aquelas cartas de amor, fazer um mural de fotos, pintar um quadro, guardar segredos, velejar no mar, pescar, dar um mergulho, fazer surpresas, dar um beijo, um abraço apertado, um sorriso, e compreender que as coisas simples são as mais extraordinárias.

Entender a vida é seguir a razão, porque são tantas e inúmeras as tentações e delícias mundanas, que às vezes confundimos com uma ilusão momentânea.

Entender a vida é não se desesperar, entregar a Deus tudo o que te faz ruim e achar que tudo pode não ser o momento, a hora e muito menos o lugar para achar alguma coisa, mas dentro de seu coração é que na realidade poderá estar sua resposta.

Entender a vida é se arrepender, cair, se levantar, se machucar, sofrer, se calar, ter angústias, dor, mas saber que Deus conhece seu coração e te diz: Viva sem medo!

Entender a vida é colocar aquela canção no carro para antes de dirigir, e lembrar de alguém especial e rezar por este alguém.

Entender a vida é esquecer de alguma situação, de um amor que nunca foi amor, do passado que te deixou cicatrizes, e lembrar que não pode esquecer de viver.

Entender a vida é ter a noção de tempo, contar às vezes os minutos, as horas e segundos para que passem logo e algo aconteça, ou senão, perder a noção do tempo daquela conversa gostosa que teve com uma pessoa interessante.

Entender a vida é ler um bom livro, deixá-lo na estante por alguns meses, e voltar a lê-lo para lembrar de uma frase esquecida.

Entender a vida é amar, não estando preocupado se esse amor nunca foi reconhecido, ou se algum dia será submetido, pois o amor é a chama que nos faz viver, o calor que nos aquece. O amor é Deus e Ele nos une cada vez mais que abrimos espaço para amar alguém.

Entender a vida é compreender as pessoas, ajudá-las mesmo sem que elas peçam, e ter a certeza que doando é que se pode enxergar e sentir a recompensa da paz.

Entender a vida é manter a harmonia em tua família, mesmo sabendo que muitas vezes nós teremos que se esforçar para conseguir isto.

Entender a vida é mastigar chiclete, arrumar seu armário, entregar no prazo seu trabalho acadêmico, seu relatório no emprego, ou de vez em quando abrir a boca de sono, deitar no sofá com a televisão ligada e dormir como um anjo.

Entender a vida é ser muitas das vezes criança, e teimar em querer algo, rir sem motivo, ter a pureza de acreditar, uma inocência no coração, um sonho escondido.

Entender a vida é ter momentos só para nós, é olhar para o horizonte e não ver o sol, não se achar naquele lugar, e sentir a brisa batendo no rosto.

Entender a vida é andar a pé para pensar, antes de dormir, saber refletir, ter a consciência tranquila antes de um dia pesado e sem respostas.

Entender a vida é orar, mesmo sabendo que muitas vezes o seu pedido poderá demorar algum tempo, ou de repente, chegará em um instante.

Entender a vida é checar seus e-mails, abrir uma conta bancária, pensar no futuro, esperar pela pessoa certa e pedir a Deus paciência para fazer os sonhos Dele em sua vida.

Entender a vida é mandar flores, usar aquele perfume bom, fazer uma declaração de amor, mandar uma mensagem de texto, ligar de manhã para alguém só pra dizer: bom dia, hoje é um novo dia.

Entender a vida é usar um pijama, não querer sair aquele dia, comer pipoca, ficar de cara amarrada, estrear aquela roupa nova e fazer palhaçada.

Entender a vida é escolher o caminho, achar que ele vale a pena, e se decepcionar depois, mas pensar sempre em recomeçar, porque só há uma chance para viver.

Entender a vida é elogiar, dar apelidos bobos aos seus amigos, receber elogios, mas com a certeza de que o seu ego não falará mais alto.

Entender a vida é se levantar, não querer assistir aula, achar o professor chato, não querer fazer exercício, mas pensar em seu futuro antes de tudo e de todos.

Entender a vida é ser humilde para aceitar, para receber, para questionar, para perdoar, parapedir perdão, para não entender.

Entender a vida é tentar ser forte, dar um sorriso forçado, rir de uma piada sem graça, contar sempre a mesma história, ficar distraído e voltar de novo para nós mesmos.

Entender a vida é brigar com seu amigo, fazer as pazes com ele, e ter a certeza que podemos errar e acertar.

Entender a vida é falhar, ter medo, mas continuar seguindo.

Entender a vida é apagar da memória as coisas ruins, e achar em sua mente um cantinho pra felicidade morar.

Entender a vida é tapar a cara de vergonha, tropeçar no chão, achar que o seu joelho não está bom, sua coluna está doendo, mas mesmo assim continuar caminhando, porque sua força e sonho valem muito mais do que isso tudo.

Entender a vida é viajar, dar um salto de alegria, pegar onda no mar, chupar picolé, se esconder do sol e procurar uma boa sombra para descansar.

Entender a vida é sentir saudade, implicar com a distância, chorar sem motivo, sentir desejo, sentir arrepios, achar que somente com nós é que acontecem as coisas e compreender que aquilo que Deus tinha para nós, era bem melhor do que pensávamos.

Entender a vida é guardar papel de bala no bolso, achar um dinheiro escondido na jaqueta, pegar uma blusa de frio para sair à noite e voltar cedo para casa.

Entender a nossa vida é difícil, e muitas vezes não será fácil viver tantas simplicidades ao mesmo tempo. Acreditamos que as coisas mais complexas às vezes nos trarão felicidade, mas na realidade o que devemos fazer é escrever a nossa história com Deus, é viver para Cristo, tentando buscá-lo até mesmo em nossos sofrimentos, não procurando interesses, mas cada dia mais se encantando com a realidade de ser filho de Deus.

Carlos Drummond de Andrade dizia: “A vida necessita de pausas”

E ás vezes muitas pausas que nos fazem entender o quanto precisamos estar atentos para aquilo que podemos nos arriscar, deixando que o amor nos sonde, nos instrua e da forma mais simples e bonita que Deus nos dá de presente, que é exatamente vivendo.

REZE COMIGO:

” Que eu possa viver pela Tua infinita misericórdia Senhor, e que eu possa reconhecer nela a minha vontade de te buscar.

A vida é frágil em tantos acontecimentos, porém não devemos esquecer de enxergar o sol em cada situação difícil e esperar que o momento passe…

Escrito por Roberta Mendes Araújo – Coordenadora do Ministério de Comunicação Social no Vicariato Sede da Diocese de Nova Friburgo

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

« »